15 novembro 2012

Fanfic: Royal Academy - Capitulo 02




Capitulo 02 – Revelação...



Miya: “Por que eu fiz isso?”

Imagens da hora do acidente começam a vir a mente de Miya.

Miya: “Eu nunca pedi para ser assim!”

Miya continua correndo e se afastando do local do acidente. Enquanto isso o rapaz que estava do outro lado da rua começa a falar por um celular.

Rapaz: - Ei, eu tenho um trabalho para você.
Respondendo: - Que tipo?
Rapaz: - Acho que achei outra.
Respondendo: Serio? Que coisa, você deixou escapa uma depois de tantos anos.
Rapaz: - Não me culpe. Ela parece ser especial.
Respondendo: - Quer que eu a persiga?
Rapaz: - 1,50 de altura, cabelos longos e castanhos, uniforme da escola estadual C.E. . Descubra onde mora. Esta indo pela Rua 704 agora.
Respondendo: - Ok.

O homem que estava respondendo o telefonema do rapaz estava no alto de um prédio. Ele vai ate a ponta do terraço e começa a procurar a menina descrita pelo rapaz. Seus olhos começam a mudar de cor e rapidamente ele acha e tal menina. Miya. Ele pula do prédio e começa a persegui-la de todos os modos possíveis. Era como se ele não fosse normal, saia pulando de prédio em prédio e corria muito rápido. Miya chega em casa e entra correndo. Nessa hora o homem pega novamente o telefone celular e liga para o rapaz.

Homem: - Acho que temos uma peça rara aqui.
Eles começam a conversar e o rapaz se assusta com o que ouve.
Rapaz: - Isso... é impossível.

Dois dias depois A capainha da casa de Miya toca e sua mãe esta sozinha em casa. Ela vai ate a porta para ver quem é e encontra um antigo amigo de colegial lá.

Miki: - Kai! O que faz aqui? Pensei que não te veria mais desde...
Kai: - Desde q morte de Sano, certo?
Miki: - Eu já aprendi a lidar com isso. Mas, o que você esta fazendo aqui?
Kai: - Eu, fui informado que você e Sano tiveram uma filha antes da morte dele.
Miki: - Isso... isso não é possível! Quando Sano morreu nós ainda éramos noivos.
Kai: - Tem certeza Miki?
Miki: - Você esta dizendo que eu tive uma filha antes de meu casamento com Sano que não aconteceu.
Kai: - Á cerca de dois dias... uma menina salvou a vida de um garoto, ela parecia saber o que ia acontecer.
Miki: - Ainda não sei do que esta falando.
Kai: - A menina que previu isso... Tinha cabelos longos e castanhos, olhos azuis, mais ou menos 1,50 de altura e... entrou nessa casa.
Miki: - Isso é...
Kai: - Você mentiu sobre ter tido uma filha antes da morte de Sano. Por que não informou como todos os outros fazem?!
Miki: - Eu já disse que...
Kai: - Vai continuar com isso Miki!? Prefere que tomem a guarda dela?!
Miki: - Certo, é verdade que eu cuido de uma menina, mas ela não é como vocês pensam.
Miya: - Mãe? – Miya entra em casa e vê sua mãe discutindo na sala.
Miki: - Miya... Suba para o seu quarto. Já vou falar com você.
Miya: - Certo.

Miya sobe as escadas e se tranca no quarto.

Miki: - Podemos continuar a conversa agora.
Kai: - Não a mais o que conversar.

Kai lhe entrega uma carta.

Miki: - Isso é...
Kai: - Um mandato de transferência. Ela vai para a Royal Academy.
Miki: - Espere!
Kai: - A conversa acabou Miki. Só porque você é uma herdeira sangue puro não quer dizer nada, o seu erro foi não ter nos informado o nascimento de sua herdeira.

Kai sai pela porta e Miki fica parada olhando para aquela carta.

Miki: “Por que ela...?”

Miki sobe ate o quarto de Miya, abre a porta e pega uma mala em cima do guarda roupa.

Miya: - Mãe, o que é isso?
Miki: - Desculpe-me Miya. – fala enquanto coloca as roupas dela na mala.
Miya: - Quem era aquele homem?
Miki: - Um professor de uma renomada escola.
Miya: - Hã?

Miki para e olha para Miya.

Miki: - Miya, desculpe por não ter te contado antes, mas eu não pensei que você fosse assim.
Miya: - O que...?
Miki: - Aquele homem é na verdade professor da mesma escola que seu pai trabalhava.
Miya: - Papai?
Miki: - Ele veio deixar uma intimação de transferência.
Miya: - Transferência para o que?
Miki: - Miya, você se sente diferente dos outros?
Miya: - Diferente? Eu lhe digo desde que era pequena que não posso tocar em ninguém que não seja da minha família.
Miki: - Por que?
Miya: - Eu... Eu sempre tenho visões...
Miki: - Antigamente eu pensava que isso só era um distúrbio, mas é mesmo verdade?! Depois que você foi tocada por Giroh não sentiu nada, era o mesmo com a Shira.
Miya: - Não sei porque, mas não estou mentindo!! Por que esta falando esta falando essas coisas.
Miki: - Miya, esse seu poder... talvez seja algo a mais. Eu não imaginava isso antes porque, para mim, era impossível você ter herdado tal sangue.
Miya: - Sangue?
Miki: - Como eu e seu pai, você também é, aparentemente, uma “herdeira”.
Miya: - Herdeira? Pera, o que isso quer dizer.
Miki: - Quer dizer que tudo que você sente tem um motivo. Você não é totalmente humana. E para aprender a conviver com isso você não tem escolha a não ser ir para a Royal Academy. A escola onde eu e seu pai estudamos e que, agora, esta sendo frequentada por Giroh e Claus. Você não é normal! Isso é tudo.

Miki fecha a mala com as roupas de Miya dentro e fica em silencio.

Miya: “Não sou totalmente humana?!”

Nenhum comentário:

Postar um comentário