05 outubro 2013

Dica: Como se programar para os estudos


Ohayo! ><
Isso era algo que eu estava querendo postar a tempos, mas minha preguiça não deixava... Como organizar os estudos e a vida social? As vezes pode ser mais fácil do que você imagina. Não deixando as coisas pra ultima hora, utilizando o tempo de "tédio" para os seus deveres, vamos, talvez não seja tão ruim.
Vou dá algumas dicas que eu geralmente uso para estudar. Comigo elas não funcionam 100%, até porque na minha escola é mais ou menos assim:

Você só pode escolher duas coisas:
( ) Boas notas
( ) Vida social
( ) Dormir

Eu ultimamente to com boas notas e vida social =P

Bem, mas voltando ao assunto do post...

1 - Não deixe nada pra ultima hora.

Sabe aqueles lembretes que vem em papel adesivado (aqui)? Eles são ótimos para organizar o tempo e vê mais ou menos o que você precisa fazer! Escolha um lugarzinho no quarto e faça um pequeno mural, você também pode dividir e vê o que precisa fazer com mais urgência. Quanto tiver sem nada pra fazer, já sabe onde ir :3
Se você tem dificuldades pra sair do PC, pode fazer lembretes na sua área de trabalho. Isso vai te perseguir, pode ter certeza xD.

Meu desktop =P

2 - Faça uma tabela de estudos

Qual a sua maior dificuldade? Dê prioridade a ela, mas de forma que o restante das matérias não sejam prejudicadas. A melhor forma é fazendo um cronograma. Mas não adianta fazer o cronograma e não segui-lo, ok?

3 - Sempre que puder adiante alguma coisa.

Durante um intervalo, uma aula vaga... se você estiver com tempo, adiante os deveres. Assim você não ficará tão sobrecarregado quando chegar em casa. E descansar é o que você mais quer, não é?

4 - Use as redes sociais ao seu favor

Skype e Facebook não servem apenas para bater papo, você pode se reunir com seus colegas a distancia, tirar duvidas e montar um grupo de estudo!


5 - Dicas de memorização

  1. Para consolidar o aprendizado, "em sala de aula o aluno deve ser curioso, fazer perguntas, abordar o professor e sair sabendo o conteúdo", explica Renato Alves, preparador mnemônico.
  2. Reler e pesquisar o conteúdo que foi passado na aula naquele dia ajuda na hora da aprendizagem
  3. "Uma vez que você assistiu aula e leu um livro, você vai fazer a confirmação e jogar isso para a memória e, mentalmente, repassar o conteúdo. Submeter o conteúdo às nossas três memórias: a memória visual (que fazemos relação com imagens), a auditiva (ler em voz alta, por exemplo) e sinestésica (contar aquilo com gestos e movimentos) é uma ótima forma de estimular a memória", diz o especialista
  4. Ler e reler são importantes estratégias para a memorização. "A primeira é superficial, apenas ajuda a preparar a memória; já a releitura dá início à fixação do conteúdo", afirma o treinador mnemônico Renato Alves
  5. A concentração é uma função do cérebro que precisa de estímulo. Quanto mais estímulo existir entre aluno e fonte maior o grau de concentração. Sentar-se na primeira fileira da sala, por exemplo, é um bom incentivo à concentração
  6. O cansaço atrapalha na hora da memorização. "Melhor do que lutar contra o sono, é descansar. O resultado é sempre melhor quando mente e corpo estão descansados", afirma o treinador mnemônico Renato Alves. Mas se não tiver jeito de dormir, uma dica é o estudante ler de pé. "Isso inibe o sono", comenta o especialista
  7. Dormir bem à noite ajuda a consolidação de tudo o que foi aprendido durante o dia. O ideal seria que o indivíduo dormisse, pelo menos, oito horas por noite. A alimentação também não pode ficar de lado: quando o estudante pula uma refeição, o metabolismo é reduzido e ele perde a concentração
  8. Durante a leitura, o aluno deve resistir à ideia de marcar o texto. "Primeiro, é melhor explicar para ele mesmo cada trecho do texto sobre o que o texto fala e só após entender o conteúdo, fazer anotações", afirma o especialista Renato Alves
  9. Resumos e fichamentos são poderosos argumentos para a memória. "O ideal é o aluno prestar atenção, fazer a confirmação e, depois de explicar o conteúdo para si mesmo, ele pode escrever", afirma Renato Alves. O método deve ser "aula-cérebro-papel" 
  10. O aluno deve abusar de simulados. Testes ajudam a criar memória de longa duração. "Quando o aluno faz e refaz exercícios, cria memória de longo prazo. Isso inibe a insegurança na hora de uma prova, por exemplo." 

6 - Se afaste de distrações

Se afaste do computador, televisão e qualquer outra coisa que possa lhe causar distrações. Se sua atividade é no PC, se policie. Não deixe coisas com facebook abertas. Quanto mais rápido você terminar, mas tempo poderá ficar livre de preocupações. 

A próxima dica é algo que eu faço e que funciona comigo, se quiserem tentar vão em frente.
7 - Incentivos ao estudo e realização de deveres
Quem me conhece sabe que eu corro contra o tempo pra fazer tudo que preciso fazer, bem, para isso não se tornar um incomodo eu me incentivo a terminar aquilo. Como? Me desafio xD É uma ideia meio doida, mas funciona comigo. Coisas como: "Só vou poder assistir anime X se terminar 10 questões da lista de exercício." "Só vou poder ver filme Y se terminar de escrever essa redação" "Só vou poder ir pro Facebook quando entender esse conteúdo completamente" Meus resultado: Mais concentração, recompensas e aprendizado. ^^
Talvez o fato de ser uma pessoa super competitiva me ajude. XD

Acho que a principal dica é, nunca deixe nada pra ultima hora. Olhe meu caso, acabei de lembrar que preciso entregar uma pesquisa amanhã e.e Não sigam meu exemplo. Bem, vou indo. Até daqui a uma hora e meia. 

Sayo~

2 comentários: